Goiânia, 19/01/22
Tribuna Livre Goiás
LILIAN DIAS · 09/09/2019

O novo ouro do agro


Reprodução/Internet

Por Lilian Dias

Para a minha grata surpresa, tem chegado ao meu conhecimento que alguns pecuaristas e consultores do agronegócio começam a gerar uma nova fonte de renda ao lançarem cursos digitais, a partir do próprio conhecimento adquirido ao longo de anos no campo, com o apoio de agências especializadas ou por meio de cursos particulares.

Finalmente, os produtores rurais estão se tornado produtores digitais e consultores do ramo estão atingindo mais fazendas e contribuindo com mais agricultores e pecuaristas ao despertarem para o marketing digital. Além de produzirem leite, por exemplo, estão produzindo infoproduto do leite, ou seja, um curso digital que explica como fazer uma excelente gestão na pecuária leiteira para driblar os problemas com os altos custos de produção e baixa lucratividade que tanto judiam os produtores do setor leiteiro.

Outra vertente que o mundo digital pode ser a solução de um problema diz respeito à sucessão familiar no meio rural. Para muitos agropecuaristas que não têm quem assuma os negócios da família, porque os filhos ou filhas seguiram outros rumos, a oportunidade de lançar um curso digital sobre o aprendizado de uma vida inteira no campo é também uma maneira de cicatrizar a ferida por não deixar um legado para os próprios herdeiros.

O marketing digital surge para tapar esta lacuna e, mais do que isso, fazer com que o produtor rural deixe este legado além da porteira – para o Brasil ou até mesmo para o mundo –, fortalecendo a cadeia produtiva do setor, uma vez que a internet atinge um número incalculável de pessoas sedentas por informação de qualidade.

Também precisam encorpar mais este cenário de oportunidade de renda, e disseminação de conteúdo de qualidade, os demais profissionais do agronegócio como: veterinários, zootecnistas, engenheiros agrônomos, técnicos agropecuários, pesquisadores, jornalistas especializados em agropecuária, entre outros profissionais do agronegócio. 

A questão é que ainda existe muito preconceito em relação ao marketing digital por conta de promessas mirabolantes de “ganhar” dinheiro de maneira fácil. Sinceramente, só conheço dois jeitos de ganhar dinheiro: recebendo mesada ou acertando na Mega-Sena.

No marketing digital ninguém “ganha” dinheiro, mas consegue “fazer” dinheiro trabalhando duro. Nem mesmo a crise abala o mercado digital que movimenta bilhões nos Estados Unidos; pelo contrário, colabora, pois é justamente na crise que profissionais e empreendedores buscam por respostas, ou seja, informações relevantes, para melhorar a carreira ou o negócio.

E onde está voltada a atenção das pessoas? Basta que você dê uma olhada de forma panorâmica nos aeroportos, nas ruas, nos restaurantes, bares e para qualquer lugar que seja e notará que a atenção de todas as pessoas está voltada para o celular; logo, para a internet.

E para aonde caminha o mercado? Para o digital. Uma das maiores empresas de táxi do mundo, a UBER, não tem uma frota de carros sequer. A rede de hospedagens Airbnb não tem um hotel sequer. A Amazom virou gigante vendendo produtos digitais e atingiu a marca de US$ 1 trilhão de valor de mercado, ficando atrás da gigante Apple.  

Bem que Bill Gates profetizou: “Em alguns anos, vão existir dois tipos de empresas: as que fazem negócios pela internet e as que estão fora dos negócios”.

Este recado do Bill vale para empresas – lembre-se de que fazendas são empresas – e para pessoas físicas também. 

Também existem produtores que, em vez de transformarem o próprio conhecimento em curso digital, transformaram os seus produtos em comércio digital, isto é, o tão falado e-commerce. 

Futuramente, eu contarei por aqui alguns casos de sucesso de produtores rurais e profissionais do Agro que já estão garimpando relacionamentos comerciais na internet. 

Em resumo, não há mais volta: o mercado digital, com todo o conhecimento e pesquisa realizados no campo, é o novo OURO do Agro.

Um AgroAbraço pra você!!!

Lilian Dias

Lilian Dias é jornalista especializada em agronegócio, possui MBA Executivo pela ESPM, com foco em habilidades de gestão de pessoas e práticas de liderança, e é autora do e-book "Os Pilares do Agronegócio".

Workshops onlines e gratuitos pelo link: https://www.liliandias.com.br/botoes

Instagram: @jornalistalilian - E-mail: contato@liliandias.com.br 



Tags: agronegócio tecnologia marketing