Goiânia, 26/06/22
Tribuna Livre Goiás
ECONOMIA · 18/11/2019

Após 16 horas sem energia, Ceasa publica nota de repúdio à atuação da Enel

Caiado também voltou a criticar a qualidade do serviço prestado pela Enel, que, de acordo com ele, não cumpre o plano de medidas que foi acordado para atender os consumidores


Reprodução/Ceasa-GO

Por Thyélen Lorruama

No último sábado, 16 de novembro, a diretoria das Centrais de Abastecimento de Goiás (Ceasa-GO) divulgou uma nota de repúdio à atuação da Enel, após 16 horas seguidas de falta de energia elétrica, que provocaram danos e prejuízos diversos aos comerciantes do local.

A queda no fornecimento, de acordo com o texto, ocorreu na última quinta-feira, 14 de novembro. A diretoria pontua o ocorrido como um "total descaso". Leia abaixo a nota na íntegra: 

A diretoria da Ceasa-GO, através da sua presidente Vanuza Valadares, vem a público registrar sua profunda indignação e absoluto repúdio em relação ao total descaso da Enel com a Ceasa-GO, na tarde da última quinta-feira, dia 14.

Foram 16 horas sem energia, onde vários trabalhadores foram afetados, mercadorias foram jogadas fora, alguns comerciantes não conseguiram emitir notas fiscais para despachar mercadorias e nem pesar seus produtos.

Diante de todos os prejuízos sofridos nessas 16 horas, as Centrais de Abastecimento de Goiás, repudia de forma veemente em desfavor da Enel Distribuição pelo péssimo serviço prestado como distribuidora de energia para a Ceasa.

Todos os prejuízos devido á falta de energia serão contabilizados pela diretoria do entreposto que exigirá o ressarcimento junto a Enel para todos os concessionários prejudicados neste período.

Vanuza Valadares, presidente da Ceasa-GO

Caiado também critica atuação da Enel em Goiás

Após constantes ocorrências de falta de energia, o governador Ronaldo Caiado (DEM) voltou a criticar a qualidade do serviço prestado pela Enel, que, de acordo com ele, não cumpre o plano de medidas que foi acordado para atender os consumidores

O gestor estadual destacou que irá “enfrentar o problema de frente”. “Vocês podem ter certeza, nós estamos aqui é para defender o Estado de Goiás", afirmou.

De acordo com Caiado, todos estão sofrendo com o problema. “É o produtor rural, o cidadão urbano, empresas pequenas, de médio e grande porte. Todo mundo está sofrendo duramente”, lembrou o governador. “A falta de energia é generalizada. Todo mundo está jogando mercadoria fora”, completou. 

Por conta dessa situação, o chefe do Executivo disse que pediu ajuda ao presidente Jair Bolsonaro, já que o setor elétrico é regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). “Já esgotou todo e qualquer tipo de negociação do Estado com a Enel. Não tem mais como mantermos essa situação. Eles assinaram um documento conosco, com a presença do ministro [de Minas e Energia, Bento Albuquerque], e do presidente da Câmara, [Rodrigo Maia]. Todos os diretores de alto escalão da América Latina falando pela empresa e depois nada acontece. O processo agravou ainda mais do que era”, protestou.


Tags: Enel Goiás energia serviço reclamações